Este estudo de caso analisou o teste do cargo de OCM. Entre março e junho de 2019, uma oficial de coordenação do Movimento foi mobilizada para as operações de emergência em resposta aos ciclones Idai e Kenneth em Moçambique. O método de avaliação consistiu em entrevistas semiestruturadas com funcionários do Movimento designados para a operação que interagiram e trabalharam com a OCM, assim como um estudo teórico dos documentos operacionais e das informações relativas à iniciativa FCCM.
A conclusão do estudo de caso é que a OCM contribuiu para a construção de um ambiente propício a uma coordenação eficiente e oportuna das atividades, operações e estratégias do Movimento. Ela desempenhou uma função essencial de apoio a uma abordagem eficaz do Movimento ao evitar a duplicação de esforços e fortalecer a sinergia e a complementariedade entre os componentes do Movimento. Este estudo de caso identificou cinco lições aprendidas e e recomendações a partir dessa primeira designação de um OCM. 

cover PRT

Document data

National Societies
Africa, IFRC, Mozambique Red Cross
Countries
Africa, Mozambique
Themes
Disaster management, Disaster/crisis, Floods, Hurricane/Cyclone, Meteorological
Document type
Case study, Report
Format
PDF